março 24, 2020

Passaporte, um papel que nos dá acesso à Europa

Pela primeira vez tive receio de não conseguir regressar ao meu país, ou de me ser barrada a entrada noutros países, por variadíssimas razões.

Quando o avião aterrou e passámos a imigração em Dublin sentimos aquela sensação: "Ok, entramos na europa, estamos safos!"
Não pensei isto por causa do vírus. Na verdade o vírus parece estar muito mais controlado na Ásia do que na Europa. E no Vietnam ainda mais!
Mas sabíamos que entrando na Europa seria depois mais fácil conseguir chegar a Portugal, caso o voo seguinte fosse cancelado.


Entrar na Europa sempre foi um dado adquirido para nós. Somos europeus. E o que faz de nós legiveis para entrar é apenas um papel, o passaporte. Que nos dá acesso imediatamente a um conjunto direitos e de regalias.
De repente lembramo-nos dos milhares de pessoas que esperam por um papel para poderem entrar na Europa e iniciarem uma vida digna e sem guerra.
E sentimo-nos ligados...

O melhor de passarmos dificuldades é mesmo a riqueza que elas nos podem trazer: sentirmo-nos vulneráveis e pormo-nos no lugar de tantas outras pessoas que passam o mesmo ou semelhante. Isso faz-nos ter mais compaixão pelo outro.
Acredito que a humanidade também irá crescer com esta dificuldade que estamos a atravessar no momento. Que assim seja 🙏


Related Articles

0 comments:

Publicar um comentário

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.