setembro 21, 2019

A propósito das mudanças climáticas...

Como não vejo televisão há muito tempo, não fazia ideia que a comunicação social estava a dar uma visualização tão grande a este tema!

Há dias assisti a um debate na RTP3, "Fronteiras XXI" (nem sabia que havia mais um canal da RTP!) e achei interessante o empoderamento que se dá ao cidadão comum de fazer as suas próprias escolhas no consumo.

No final de 1h30 de debate, a jornalista perguntou aos convidados o que eles faziam no seu dia à dia, em relação a este problema e ninguém conseguiu responder, embora tendo estado todo o tempo a dizer que todos nós temos o poder de fazer à nossa escala, através do consumo. Exceto um convidado brasileiro que estava em videochamada, que já plantou milhares de árvores, mas esse, que foi o que aparentemente mais fez por todos nós, disse que no final o que vai realmente fazer a diferença são as decisões políticas e a grande indústria.

Aquela malta que esteve 1h30 a mandar bitaites, no final não conseguiu responder à pergunta simples do que é que cada um deles faz no seu dia-a-dia para evitar as alterações climáticas, mas foram escolhidos para irem para lá falar sobre isso...


Isto parece-me tudo areia para os olhos! A grande parte das pessoas que conheço que escolhem o que consomem não é porque vão ter impacto nos outros, nas empresas ou na indústria, mas porque simplesmente se dedicaram a este tema e seguem os valores da sua consciência. Na verdade sabem que o impacto delas apenas teria impacto se fossem milhões a fazerem o mesmo! Ninguém está a evangelizar, porque não vale a pena! Seria demasiado trabalho para pouco resultado! As pessoas deixam de comer carne, ou adotam um estilo de vida minimalista, porque de facto acreditam que isso possa ser melhor para elas e para o mundo que elas querem criar à sua volta. Mudar é muito exigente e não se muda por mais ninguém a não ser por nós mesmos!


Parece-me o jogo de futebol a passar à frente dos olhos quando há questões aqui bem mais fundas. Passa-se muito essa imagem do poder do cidadão, e não desfazendo a importância dessa ação individual de cada um, para mim isso também é a política a desresponsabilizar-se!

Enquanto a malta anda ocupada a criticar os que compram ou não compram, os que são mais ou menos minimalistas, esquecem-se de que os que realmente podem fazer mudanças estão bem acima de nós...

O que nos faz pensar que se calhar a ação mais impactante que podemos ter é mesmo pensar muito bem antes de votar, como dizia esse brasileiro. Contribuimos bem mais para o ambiente com esses votos, do que a ir aos ecopontos levar as carradas de plástico que acabámos de trazer dos supermercados, porque não temos uma legislação que os proíba de utilizar esses mesmos plásticos...


Por isso sim, vamos todos mudar! Mas não porque nos é imposto, mas porque de facto acreditamos que essa mudança vai ser boa para todos nós!

Bem-vindos a uma nova era da humanidade!

Related Articles

0 comments:

Publicar um comentário

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.