sábado, 21 de setembro de 2019

A propósito das mudanças climáticas...

Como não vejo televisão há muito tempo, não fazia ideia que a comunicação social estava a dar uma visualização tão grande a este tema!

Há dias assisti a um debate na RTP3, "Fronteiras XXI" (nem sabia que havia mais um canal da RTP!) e achei interessante o empoderamento que se dá ao cidadão comum de fazer as suas próprias escolhas no consumo.

No final de 1h30 de debate, a jornalista perguntou aos convidados o que eles faziam no seu dia à dia, em relação a este problema e ninguém conseguiu responder, embora tendo estado todo o tempo a dizer que todos nós temos o poder de fazer à nossa escala, através do consumo. Exceto um convidado brasileiro que estava em videochamada, que já plantou milhares de árvores, mas esse, que foi o que aparentemente mais fez por todos nós, disse que no final o que vai realmente fazer a diferença são as decisões políticas e a grande indústria.

Aquela malta que esteve 1h30 a mandar bitaites, no final não conseguiu responder à pergunta simples do que é que cada um deles faz no seu dia-a-dia para evitar as alterações climáticas, mas foram escolhidos para irem para lá falar sobre isso...


Isto parece-me tudo areia para os olhos! A grande parte das pessoas que conheço que escolhem o que consomem não é porque vão ter impacto nos outros, nas empresas ou na indústria, mas porque simplesmente se dedicaram a este tema e seguem os valores da sua consciência. Na verdade sabem que o impacto delas apenas teria impacto se fossem milhões a fazerem o mesmo! Ninguém está a evangelizar, porque não vale a pena! Seria demasiado trabalho para pouco resultado! As pessoas deixam de comer carne, ou adotam um estilo de vida minimalista, porque de facto acreditam que isso possa ser melhor para elas e para o mundo que elas querem criar à sua volta. Mudar é muito exigente e não se muda por mais ninguém a não ser por nós mesmos!


Parece-me o jogo de futebol a passar à frente dos olhos quando há questões aqui bem mais fundas. Passa-se muito essa imagem do poder do cidadão, e não desfazendo a importância dessa ação individual de cada um, para mim isso também é a política a desresponsabilizar-se!

Enquanto a malta anda ocupada a criticar os que compram ou não compram, os que são mais ou menos minimalistas, esquecem-se de que os que realmente podem fazer mudanças estão bem acima de nós...

O que nos faz pensar que se calhar a ação mais impactante que podemos ter é mesmo pensar muito bem antes de votar, como dizia esse brasileiro. Contribuimos bem mais para o ambiente com esses votos, do que a ir aos ecopontos levar as carradas de plástico que acabámos de trazer dos supermercados, porque não temos uma legislação que os proíba de utilizar esses mesmos plásticos...


Por isso sim, vamos todos mudar! Mas não porque nos é imposto, mas porque de facto acreditamos que essa mudança vai ser boa para todos nós!

Bem-vindos a uma nova era da humanidade!

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Fomos partilhar a nossa experiência de Nomadas Digitais!

Na quinta feira passada fomos partilhar a nossa última viagem de autocaravana e um pouco do nosso estilo de vida no Espiga Bar, no Porto.

Foi a nossa primeira apresentação, por isso estávamos muito entusiasmados, mas também com um nervoso miudinho.
Uma das desvantagens de se trabalhar online é que se fica muito mais ágil nos dedos do que na língua. Mas como sempre tive muita agilidade na língua, o melhor cenário era do motor pegar na descida e ir por ali fora e nunca mais me calar, e foi isso mesmo o que aconteceu! Pior seria o motor enguiçar... 😂

Bem, o Daniel diz e tem razão, a verdade é que eu gosto de uma boa dose de preocupação e de ansiedade! De vez em quando preciso de ir ali para a bordazinha da minha zona de conforto, pôr o sistema todo a trabalhar no caos, para fazer uma limpeza de desbloqueio. De vez em quando é preciso! É que depois de desbloqueado é cá uma sensação!! A leveza é tão grande que parece que ando nas nuvens ☁️

Como em tudo na vida, há que experienciar um lado das emoções, para saber reconhecer e apreciar o outro. A forma como nos sentimos na nossa pele é impossível ser comprada, seja lá da forma que for. É sempre o nosso (e também dos outros, claro) reconhecimento pela autossuperação que nos faz sentir que estamos a andar para a frente. Por isso de vez em quando é preciso fazer coisas que nos façam sentir umas borboletinhas na barriga.
Como costumo dizer, não há almoços grátis... 🙃


Fotografias e feedbacks do evento
Para nós foi um momento de celebração e de realização pessoal e foi delicioso ouvir o feedback dos presentes!
Seguem as fotos do Mário Brandão no evento do Espiga Bar.

Adorei o comentário do Mário no álbum 😁
"A vida a dois em 9 metros quadrados de casa sobre rodas. E nós todos "colados" e a sonhar... Foi tão forte que este fim de semana fui a Lisboa e não marquei dormida, dormi no carro a ver se de uma vez percebo como é incómodo e acelero este sonho de entregar a casa e o carro e só fico com ela! A minha casinha com rodas, claro!"
Força nisso Mário! Se precisares de dicas apita!


Para quem nos quiser ouvir
Para quem não esteve presente e gostaria de nos ouvir falar sobre o nomadismo digital, trabalhar e viver a partir de uma autocaravana, ou sobre como as experiências com propósito podem ser importantes para nos autoconhecermos, contactem-nos e teremos todos o gosto em partilhar, seja via online ou presencial.
Para mais histórias sigam o blogue em "Como é ser Nómada Digital", ou as nossas experiências de "VanLife".
Também temos vários vídeos no nosso canal de YouTube sobre estes temas.
Para saber mais sobre os nossos projetos, deixo aqui o nosso site OverTrail.



domingo, 1 de setembro de 2019

Domingo de chuva em VanLife

Das piores coisas que podem acontecer a um nomada digital autocaravanista é ter um domingo de chuva.
Não é fixe para passear, os painéis solares não captam energia suficiente para os computadores e as bibliotecas estão fechadas, e a probabilidade de receber uma visitinha da D. Gripe aumenta... Ela está a tentar... Já há espirros, há pingo no nariz, mas nómada que se preze não fica doente em país alheio!
Para nos afastar desses males viemos para este spot com um bom livro e um bom chocolate quente. Ouvi dizer que é muito bom para as gripes 😋


Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.