sexta-feira, 19 de julho de 2019

Vendi o meu carro!

Ontem foi um dia cheio, com várias emoções à mistura e que terminou em beleza. Finalmente vendi o meu carro! Whohooo 😁
Não digo isto com toda a ligeireza. Uma parte de mim tem pena e sabe perfeitamente o quão difícil é encontrar um carro com 17 anos com um motor tão bom e tão bem tratado. Para além dos 17 anos de boas experiências que tive...

Todos me dizem que se quiser um carro novamente no futuro só irei encontrar lixo... Mas não será sempre assim?
Ponho-me a pensar na quantidade de coisas que mantemos e de decisões que adiamos pelo receio de vir a mudar de ideias no futuro e se calhar esse tal dia em que podemos vir a precisar pode nunca chegar!!!


É sempre difícil desprendermo-nos daquilo que achamos ser bom. Uma das aprendizagens que tenho vindo a fazer na carrinha, é que dá-nos mais trabalho e peso mantermos o que não precisamos do que adaptarmo-nos se não tivermos ou eventualmente adquirir quando precisarmos.
As coisas ocupam não só um espaço físico importante, mas também mental e quando já não nos servem ficam a criar peso. Um peso que carregamos em nós e que nos vai gerando uma dorzita aqui e ali, mas que chegamos a um ponto que já nem sabemos de onde ela vem... É um estado geral de cansaço de estarmos vestidos com uma roupa que já não nos serve e nos prende os movimentos...

E voilá! Agora só tenho olhos para a nossa borboleta Mi, que nos leva a passear a todo o lado e que vai precisar de fazer sempre uma boa revisão anual, para se manter na sua melhor forma.


Related Articles

0 comments:

Publicar um comentário

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.