sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Reflexão da Viagem Colômbia + Galápagos

Passaram-se 22 dias em viagem. Nunca tinha estado tanto tempo fora do meu país... E tanto tempo fora do meu país sozinha... E num país com tão má fama...
E não tenho ganas nenhumas de regressar... Ao frio, à rotina, às discussões da crise, ou até às discussões sobre temas sociais, políticos ou ambientais que me têm entusiasmado tanto nos últimos anos.
Só vive nisto quem quer... Somos responsáveis pelo que acontece nas nossas vidas e existem sempre opções na nossa vida de sermos coerentes com o que pensamos ser correto. Vi pessoas que deixaram cidades, percursos profissionais e identidades para irem viver para uma ilha numa casa sem luz nem água. A questão é que dá trabalho, envolve risco e acima de tudo sentimos o medo de sermos excluídos da sociedade. E sabemos que se arriscarmos não vamos ser compreendidos, e se a coisa correr mal poucos são os que se manterão ao lado para o que der e vier, mesmo não compreendendo. A força da máquina é muito poderosa... Mas é aqui, entre a incompreensão e a disponibilidade para a aceitação que se encontra o AMOR.

E penso, depois de ter escrito neste blogue durante 22 dias, quantas pessoas o terão lido? Será que as suas vidas agitadas de preocupações e afazeres o permitiram? Será que deixaram isso para outra altura, "para quando tivessem tempo"? Será que o conteúdo é minimamente interessante para lhes captar a atenção?
Bom, este blogue serviu para relatar as minhas experiências para mim, antes de tudo. É um projeto pessoal do qual me orgulho imenso. Um dos mais entusiasmantes que fiz. Tem muito valor para mim e se inspirar alguém será um bónus para o próprio. Sinal que não perdeu o seu tempo :-)

Obrigada aos que seguiram os meus passos. Espero ter-vos feito viajar de alguma forma.


E a próxima viagem já está na imaginação :-)

Related Articles

2 comentários:

  1. raquel, só hoje parei para vir ler o teu blogue. não que não arranjasse tempo mas a culpa é tua que ias postando no facebook e por isso achei q já estava a a acompanhar mais ou menos ;) és muito verdadeira em tudo o que dizes e é fantástico assistir às tuas descobertas, eu sou uma como sabes que te entendo na perfeição! imagino o que tudo isto significará para ti, deve transbordar ainda no coração até que com o tempo, vai diminuindo de tamanho até ficar umas imagens soltas que te fazem sorrir. gosto de pensar que estamos sempre a tempo de descobrir e uma fase de rotina pode ser intercalada por um período de descoberta como o teu. pode demorar mais ou menos mas está nas nossas mãos procurar sempre descobrir mais e nem precisa de ser muito longe. e sim, tens de ter imenso orgulho da forma bonita como desenhaste este projecto, como o viveste intensamente e como o relataste na 1ª pessoa com objetividade, sentimento e bom humor ;) continua a tua busca de conhecimento, estamos cá para te acompanhar e te dar força !! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que querida Si :)
      Que palavras tão bonitas!
      Obrigada pela empatia que sei que sentes e pela força.
      Fico contente que tenhas gostado.
      De facto as grandes viagens são as interiores. Essas jamais se perdem no tempo e têm o poder mágico de se conseguirem integrar em qualquer momento e em qualquer lugar.
      E é deste composto q é feita a minha natureza...

      Eliminar

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.