quarta-feira, 7 de novembro de 2012

DIA 10 - Visita à ONG Médicos do Mundo

Depois do almoço fui conhecer a Médicos do Mundo. 
Eles trabalham sobretudo com a população que tem HIV, fazendo visitas domiciliárias para cuidados médicos e monitorizando também um grupo de auto-ajuda, com psicólogas. Trabalham também com escolas e na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Têm um grupo de activistas São Tomenses, remunerados pelo projecto, que fazem as sessões de sensibilização nas escolas. As Portuguesas trazem conhecimento técnico, mas eles é que conhecem a população e os seus costumes, e eles é que deverão ser líderes, para que depois possam continuar o trabalho. 

Liceu Nacional de S. Tomé

Hoje de tarde fui assistir a uma palestra no Liceu Nacional sobre sexualidade. Fiquei a perceber muitas coisas, nomeadamente que os jovens até sabem como se transmitem as DST, mas continuam com o pensamento mágico de que a eles não lhes vai acontecer nada. Só acontece aos outros. Depois, acham que quem tem HIV tem-no escrito na testa, por isso pela cara acham que conseguem saber quem é portador e quem não o é. E ainda há a questão cultural. Eles acham que se o par quer usar preservativo é porque tem vários parceiros, ou porque não confia no parceiro, etc, etc. E os rapazes querem ter relações sexuais sem preservativo e as raparigas que não o quiserem dessa forma ficam fora da lista. E também existe uma pressão para q elas se tornem experientes... 

Related Articles

0 comments:

Enviar um comentário

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.