segunda-feira, 29 de outubro de 2012

DIA 0 - Contextualização da Viagem a São Tomé e Príncipe

Após ter andado em 3 ONGDs para partir numa Missão Humanitária, em 2010, e depois deste ano tão intenso e de muito estudo (a trabalhar, a fazer voluntariado e a fazer uma pós-graduação em Gestão do Turismo e Hotelaria), decidi passar algum tempo comigo e finalmente ir ao terreno de uma Missão Humanitária!

Comprei uma viagem a S. Tomé e Príncipe. Há muito tempo que gostava de lá ir.
Falei com os Leigos para o Desenvolvimento, a Cáritas e os Médicos do Mundo (onde também fui voluntária) e combinamos encontrar-nos lá para conhecer o trabalho deles.
Uns dias depois comentei com uma Irmã Franciscana que ia a S. Tomé e ela falou-me na Missão Humanitária delas, lá em S. Tomé. Assim sendo, alterei a viagem para duas semanas e vou ficar a primeira semana nas Irmãs e a segunda num Hotel. Durante esta segunda semana irei aproveitar a conhecer a Ilha de S. Tomé e os restantes projetos sociais.
Para abrir o apetite segue uma reportagem dos Príncipes do Nada feita ao Projecto das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição (onde irei passar a primeira semana):




A Missão destas Irmãs tem várias áreas de intervenção:

Carpintaria
Carpintaria

 . Carpintaria
Foi criada uma oficina de carpintaria que faz serviços para toda a Ilha. A Irmã Lúcia (responsável pela Missão) já delegou a gestão deste projecto a um local da cidade de Neves.
Atelier de costura

. Costura
A Missão desenvolveu um atelier de costura e fazem serviços também para toda a Ilha.

Jardim de infância

Escola primária

. Jardim de Infância e Primária


Lar de idosos

. Lar de Idosos
Este é o projeto que mais preocupa a Irmã Lúcia, porque ainda continua a ser muito dependente de intervenção e precisa de dinamização.

Enfermaria

. Enfermaria
Os utentes que não têm dinheiro para pagar uma consulta no Centro de Saúde pedem ajuda às Irmãs.



Apoio domiciliário
. Apoio domiciliário
Uma vez por mês a carrinha das Irmãs leva alimentos, pomadas, medicamentos para as povoações mais afastadas da Ilha, onde vivem as pessoas mais pobres.




Beijinho e até breve ;)

Related Articles

0 comments:

Enviar um comentário

Raquel Ribeiro. Com tecnologia do Blogger.